Domingo, 4 de Fevereiro de 2007

A Festa de S. Simão

No dia de S. Simão, quem não faz magusto não é bom cristão. Por S. Simão (29/10) semear sim, navegar não. Por S. Simão, favas na mão. Estes provérbios populares reflectem a actividade agrícola outonal: a sementeira da fava, a colheita da castanha e os magustos realizados, segundo a tradição, em algumas vilas e aldeias de Portugal.

A esta ruralidade associa-se a parte espiritual e religiosa. Por isso, realizou-se, no passado dia 28 de Outubro, a festa em honra de São Simão, cuja religiosidade marca indelevelmente esta comunidade rural. Este acontecimento festivo repete-se, ano a ano, e manifesta a fé inabalável de uma população ao seu santo e à Igreja Católica.

Arreigada na alma dos mourisquenses, esta festa tem um sentimento acentuadamente religioso e a sua origem secular perde-se na bruma dos tempos. Mantém a sua origem na tradição rural, nos usos e costumes, ou seja na singela riqueza popular de características históricas, culturais e sociais próprias.

De acordo com vários historiadores (entre outros, o Pe. José Boscolo) e em texto que adaptei: o nome de S. Simão figura em décimo primeiro lugar na lista dos Apóstolos. Nasceu em Canaã, na Galileia, em Israel e tinha o denominativo de «Zelotes”. Faleceu martirizado, na Pérsia, em defesa dos fracos e oprimidos e, principalmente daqueles que têm fome e sede de justiça.

O Evangelho segundo S. Lucas (Lc 6:15) refere que este Apóstolo conserva o nome derivado de Simeão e significa o “ Ouvido de Deus”.

Simão terá resolvido seguir Jesus por ver Nele: 1º.) o líder perfeito para os zelotes; 2º.) por ouvir a pregação inflamada e arrebatadora do profeta de Nazaré; 3.º) por entender que o Messias irá libertar Israel de Roma.

Simão e Mateus tinham comportamentos sociais e políticos distintos: Simão, o zelote, queria a queda de Roma; Mateus, o publicano, trabalhava de mãos dadas com o governo romano. Simão detestava o imposto; Mateus recebia-o. Simão era um Judeu patriota; Mateus era tido como o "traidor da pátria”.

Simão e Jesus tinham igualmente pensamentos e actuações diferentes: Simão queria uma luta política; Jesus longe de pensar em golpe militar dizia: "Dai a César o que é de César" (Mt 22:21). Simão queria que o Reino de Israel fosse restaurado imediatamente; Jesus dizia que o processo era demorado, que levaria muito tempo "semelhante ao fermento na farinha até levedar" (Mt 13:33). Simão con¬fiava na espada; Jesus afirmava que "todos que lançarem mão da espada pere-cerão"(Mt26:52).

Simão era zeloso com o que fazia e queria, homem fervoroso, sanguíneo e ardente, tinha um amor intenso pela causa, um homem no encalço de seus objectivos. Jesus chamou-o, porque que-ria este zelo ardente em seu grupo, e transformá-lo-ia num "revolucionário" espiritual, num discí-pulo labareda de fogo!

As comemorações do dia de S. Simão tiveram lugar na capela com o memo nome. Foram pre-sididas pelo Padre Francisco José Esteves Valente, que, durante a homilia, comentou a Sagrada Escritura relativa à história e obra de S. Simão.

Este evento religioso contou com a presença da comuni¬dade local que encheu totalmente a capela de S. Simão. Levou, no final, à venda de fogaças e a um convívio, no adro da capela, com um lanche partilhado entre os mourisquenses.

João Sécio
publicado por matos_s às 17:39
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. OS SINOS DOBRARAM A FINAD...

. Mouriscas - Festas em Hon...

. INCÊNDIO EM MOURISCAS - 2...

. LEGISLAÇÂO SOBRE A PLANTA...

. FESTAS DE S. SEBASTIÃO 20...

. A Festa de S. Simão

. Saneamento em Mouriscas

. IN MEMORIA - Pe. João M...

. As Festas de S. Sebastião

. A CAPELA DE NOSSA SENHORA...

.arquivos

. Novembro 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds