Sábado, 7 de Maio de 2005

O Papa Bento XVI

Bento XVI, o sucessor de Pedro e de João Paulo II, nasceu, no dia 16 de Abril de 1927, em Marktl, pequena localidade situada na Baixa Baviera, na Alemanha. Recebeu pelo Baptismo, o nome de Joseph Ratzinger. Era filho de uma família de agricultores.

Ratzinger foi soldado do exército alemão nos últimos meses da II Guerra Mundial. Esteve prisioneiro num campo de concentração norte-americano e mais tarde libertado.

Joseph Ratzinger estudou filosofia e teologia na Escola Superior de Filosofia, em Frei-sing, na Universidade de Munique.

Ratzinger foi ordenado sacer¬dote a 29 de Junho de 1951. Doutorou-se em teologia, em 1953, com a tese “Povo e casa de Deus na Doutrina da Igreja de Santo Agostinho”. Realizou um trabalho sobre a “Teologia da História de São Boaventura”. Leccionou em várias univer-sidades da Alemanha. Foi conselheiro do cardeal Firngs. Participou, na qualidade de perito, no Concílio Vaticano II. Funda a revista “Concilium”. Publicou várias obras relativas à teologia conciliar, como “A Fé cristã ontem e hoje” em 1969 e “O novo povo de Deus” em 1971. Foi nomeado Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Presidente da Comissão Pontifícia e da Comissão Teológica Internacional e Decano do Colégio de Cardeais. Foi eleito arcebispo de Muniqiue e de Freising. Colaborou activamente na Cúria Romana, durante o pontificado de João Paulo II. Trabalhou no Sínodo dos Bispos.

O cardeal Ratzinger foi, na Cúria Romana, membro da Secretaria de Estado; das Con-gregações para as Igrejas Orientais, Culto Divino e Sacramentos, Bispos, Evangelização dos povos, Educação católica; dos Conselhos Pontifícios para a Unidade dos Cristãos, Cultura; das Comissões para América Latina, Ecclesia Dei.

Os 115 Cardeais, reunidos em Conclave em Roma, escolheram, no dia 19 de Abril, o Cardeal alemão Joseph Ratzinger para suceder a João Paulo II.

A Igreja Católica espera que o novo papa imprima à Igreja um dinamismo forte e marcante. Promova o diálogo entre religiões e confissões, na procura da paz e de um mundo mais justo, fra-terno e humano. Apele aos países ricos para a ajuda ao Terceiro Mundo, nos domínios técnico, tecnoló¬gico e financeiro, afim de reduzir a miséria, a fome, a doença e o subdesenvolvimento. Defenda a “Grande Europa” do Atlântico aos Urais, dividida pelo Tratado de IALTA em dois blocos ideoló¬gicos e geopolíticos, onde possam coexistir as religiões crist㠖 ocidental e eslavo – ortodoxo.
publicado por matos_s às 15:31
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De pelicano a 4 de Junho de 2005 às 18:55
visite http://baraodabatalha.blogspot.com


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. OS SINOS DOBRARAM A FINAD...

. Mouriscas - Festas em Hon...

. INCÊNDIO EM MOURISCAS - 2...

. LEGISLAÇÂO SOBRE A PLANTA...

. FESTAS DE S. SEBASTIÃO 20...

. A Festa de S. Simão

. Saneamento em Mouriscas

. IN MEMORIA - Pe. João M...

. As Festas de S. Sebastião

. A CAPELA DE NOSSA SENHORA...

.arquivos

. Novembro 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds