Domingo, 11 de Dezembro de 2005

A CAPELA DE NOSSA SENHORA DOS MATOS (I)

Erguida entre pinhais, num monte e num local aprazível da freguesia de Mouriscas, junto à Passagem Superior (PS4) da Auto Estrada n.º 23 (A23), fica a Capela de Nossa Senhora dos Matos. Esta veneranda relíquia do passado é um monumento histórico, artístico, religioso e de péssima estrada municipal.

Monumento histórico, porque, segundo o livro, “O Aspecto Espiritual da Aliança Inglesa”, do Dr. José Pequito Rebelo, a sua origem remonta ao século XVII. Ainda, pela leitura do Brasão do fundador, pintado na abóbada da Capela-Mor, verifica-se que este monumento religioso de¬verá ter sido constru¬ído, no referido século, por qualquer membro da família Napier Couti¬nho, cuja descendência pertenceu a D. Francisco Napier, fidalgo inglês e governador de Abrantes, que terá casado com D.ª Maria Coutinho, filha de D. Fernando Coutinho, Marechal do Reino. Este governador de Abrantes era filho de D. Cristóvão Napier, antigo combatente nas guerras contra Castela, no decurso do reinado de D. João IV, o “Restaurador”.

Mais, observamos que, no citado Brasão, as armas da família Napier são uma aspa acom-panhada por quatro rosas, as quais se encontram no 1.º quartel do referido elemento histó¬rico e artístico. Descobrimos as armas dos Coutinhos, no 2.º quartel, formado por cinco estrelas. Vemos no 3.º quartel as armas dos Lencastres, antepassados dos Coutinhos. O 4.º quartel indeci¬frável deverá representar outra família dos Napiers.

A família “Napier - Coutinho” deverá ter sido profundamente religiosa. Esta religiosidade está bem patente na legenda – “dña intercede pro Anglia ut convertatr”: Senhora intercede pela Inglaterra para que se converta – inscrita no painel de azulejos do frontal do Altar da Capela. Pe¬dia, assim, a intercessão de Nossa Senhora para a extinção da heresia protestante em Inglaterra.

Monumento artístico, porque o painel de azulejos que cobrem as paredes da Capela – Mor e a imagem de pedra de Nossa Senhora marcam, de forma indelével, a história social, cultural e religiosa desta época.

Monumento religioso, porque várias comunidades vêm celebrando, com devoção e glória, ano a ano, a quinze de Agosto, a festa religiosa de Nossa Senhora dos Matos.
publicado por matos_s às 07:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. OS SINOS DOBRARAM A FINAD...

. Mouriscas - Festas em Hon...

. INCÊNDIO EM MOURISCAS - 2...

. LEGISLAÇÂO SOBRE A PLANTA...

. FESTAS DE S. SEBASTIÃO 20...

. A Festa de S. Simão

. Saneamento em Mouriscas

. IN MEMORIA - Pe. João M...

. As Festas de S. Sebastião

. A CAPELA DE NOSSA SENHORA...

.arquivos

. Novembro 2008

. Março 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Abril 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds